Press News & Events

EPGFA: Acrescentar valor aos formandos e às organizações

Thursday, July 9, 2020 - 15:05
Publication
Human Resources

Com 13 anos de experiência, a Escola de Pós-Graduação e Formação Avançada tem apostado numa abordagem que assegure mais-valias significativas no campo académico e no desenvolvimento profissional dos formandos.

Com quase 13 anos de experiência, a Escola de Pós-Graduação e Formação Avançada (EPGFA) da Faculdade de Ciências Humanas (FCH) da Universidade Católica Portuguesa reúne a formação avançada para executivos, as pós-graduações, as formações à medida e os serviços de consultoria, actuando em diferentes áreas como a Comunicação Estratégica e Cultura Organizacional, Marketing de Conteúdos, Comunicação e Transformação Digital, Comunicação de Crise, Psicologia e Gestão de Pessoas, Filosofia, Economia e Empreendedorismo Social, Educação e Formação e Arte e Cultura.

Após um ano à frente da EPGFA, Nuno Goulart Brandão, coordenador da Escola, faz um balanço claramente positivo deste período que permitiu «concretizar um objectivo muito importante na afirmação, na diferenciação e no desenvolvimento da Escola», com uma abordagem inovadora e com a garantia de mais-valias significativas no campo académico e no desenvolvimento profissional dos formandos. Este ano, «aumentámos a nossa oferta formativa em diversas áreas, onde sentíamos existir uma procura crescente e que se confirmava haver uma lacuna no mercado, e verificámos também um crescimento superior a 50% no número de alunos a frequentar os nossos programas de pós-graduação e formação avançada», destaca.

Segundo o coordenador, o sucesso da EPGFA passa, ainda, por agregar nas suas formações «a alta qualidade do corpo docente da Faculdade e os especialistas do mundo empresarial, com o objectivo de acrescentar valor aos conteúdos programáticos oferecidos». Paralelamente, todos os cursos e formações da EPGFA estão alicerçados numa «cultura de proximidade e acompanhamento permanente dos formandos, de modo a que todos possam desenvolver novas competências e aplicá-las em novas realidades», permitindo acrescentar valor não só para os formandos, mas também para as empresas e organizações.

Para o próximo ano lectivo de 2020-2021, os principais objectivos da EPGFA passam por consolidar a já vasta oferta formativa de mais de duas dezenas de cursos de pós-graduação e formação avançada, mas também lançar novos cursos em áreas nas quais a excelência da investigação da FCH lhe permitirá a criação de ofertas distintivas na vanguarda do conhecimento.

Dentro destas novas ofertas destacam-se o Programa Avançado em Comunicação Organizacional (PACO) e as Formações Avançadas em Design de Serviços, Liderança e Desenvolvimento de Equipas Criativas, Alta Performance em Técnicas de Comunicação Oral e ainda, o Mobile Marketing e Desenvolvimento de Apps.

No que respeita à actual oferta da Escola de Pós-Graduação e Formação Avançada, existem ainda diversos cursos de sucesso, que serão «certamente uma aposta de continuidade ainda no decorrer de 2020», como são os casos das pós-graduações em Comunicação em Saúde Pública, Social Brands, Comunicação e Psicologia Positiva, e Práticas Artísticas e Inclusão Social. Nas formações avançadas, o coordenador destaca «a de Gestão de Reputação e Comunicação de Crise, Inteligência Emocional, Programação, Produção e Apresentação em Rádio e a de Audiovisual: Produção, Distribuição e Consumos».

Inovação e criatividade 
A EPGFA inicia o ano lectivo a 14 de Setembro, com a formação avançada em Design de Serviços – Transformação e Inovação, um curso em parceria com a Service Design Portugal, que permite a compreensão do comportamento do consumidor e, consequentemente, explica o modo como os serviços são criados, desenvolvidos e operacionalizados, de forma a promover relações duradouras com as marcas. Foi pensado especialmente para gestores de Produto, de Serviço, consultores de Negócio e profissionais da Inovação ou do Design.

A 8 de Outubro é relançado o Programa Avançado em Comunicação Organizacional (PACO), promovido em conjunto pela FCH e pela Atrevia, membros fundadores do Observatório de Comunicação Interna e Identidade Corporativa. Com 60 horas de duração, o PACO fomenta o desenvolvimento de competências que permitem gerar novas ideias dentro de uma organização, destinando-se a profissionais da Comunicação em geral e da Comunicação interna, entre os quais, directores-gerais, quadros médios e superiores, investor relations, editores de Media, consultores e auditores.

Eficácia comunicacional
Outra das apostas da nova oferta formativa está no desenvolvimento de capacidades e competências comunicacionais, a nível pessoal e profissional.

A formação avançada em Alta Performance em Técnicas de Comunicação Oral começa a 18 de Setembro e visa promover conhecimento teórico-prático sobre a oralidade, identificando os principais obstáculos que se colocam para a sua implementação e as melhores abordagens para os ultrapassar. Aberto aos profissionais em geral e aos estudantes das áreas da Comunicação, Cultura, Marketing e Publicidade, este curso está ajustado às necessidades actuais do mercado.

Com um enfoque específico nas organizações, a 19 de Fevereiro tem início a Formação Avançada em Liderança e Desenvolvimento de Equipas Criativas, que uma vez mais destaca o papel do orador, mas na perspectiva do líder, quem coordena grupos de colaboradores. É um curso de 60 horas que dá a conhecer alguns dos processos psicossociais que possibilitam uma liderança eficaz de forma a gerar valor competitivo para as empresas.

Comunicação nas empresas
No próximo ano lectivo a EPGFA vai renovar o investimento em programas que relacionam a Comunicação com a Gestão de Empresas. Exemplo disso é a 2.ª edição da Formação Avançada em Gestão de Reputação e Comunicação de Crise, com início a 24 de Novembro, em parceria com a APECOM (Associação Portuguesa das Empresas de Conselho em Comunicação e Relações Públicas). Esta versa sobre a importância da gestão preventiva da reputação de uma organização, caso esta se depare com uma situação de crise. Tema este que tem marcado a actualidade no rescaldo da pandemia de COVID-19 e que está vocacionado para pessoas que ocupem quadros médios ou superiores em empresas.

Uma outra vertente da Comunicação a ter em consideração no mundo empresarial é a Gestão das Emoções, presente na Formação Avançada em Inteligência Emocional, que irá começar a sua 2.ª edição a 22 de Janeiro. Partindo da premissa que equipas de trabalho emocionalmente inteligentes comunicam melhor e atingem melhores resultados, o curso pretende desenvolver competências de autoconsciência e autocontrole das emoções, a serem aplicadas em contextos profissionais e, também, pessoais.

Formações ímpares
Em Setembro e Outubro regressam dois cursos, que vieram colmatar a anterior inexistente oferta de formações em Portugal no que diz respeito à relação da Comunicação com a Saúde Pública e com a Psicologia, em contexto organizacional.

A 2.ª edição da pós-graduação em Comunicação em Saúde Pública começa a 17 Setembro e conta com um corpo docente que agrega profissionais das Ciências da Comunicação, das Ciências Psicológicas e das Ciências da Saúde. Visa salientar a importância da Comunicação para a promoção da saúde e bem-estar dos cidadãos, o que permite um incremento da literacia e numeracia em saúde. O programa assume relevância para profissionais de saúde que tenham ou pretendem ter contacto com os cidadãos, assim como para os profissionais da comunicação que trabalhem a área da saúde.

Mais um programa que ano após ano se tem revelado um sucesso é a pós-graduação em Comunicação e Psicologia Positiva: Contributos para o Bem-Estar nas Organizações com início a 23 de Outubro. Esta formação aborda as estratégias de promoção da satisfação, compromisso e motivação de cada membro de uma empresa, sendo por isso transversal a um público bastante alargado.

Foco no digital
O Digital é mais uma área na qual a EPGFA continua a afirmar-se. Em Outubro regressa a pós-graduação em Social Brands que alia duas áreas indissociáveis no ambiente digital: Comunicação e Marketing. Esta pós-graduação propõe uma experiência imersiva e aplicada de estratégias e métodos para construir e gerir social brands através das parcerias estratégicas com a TorkeCC, Digital Accelleration Team da Nestlé e Llorente & Cuenca.

Já em Janeiro regressa a pós-graduação em Marketing de Conteúdos, em parceria com a APPM – Associação Portuguesa dos Profissionais de Marketing. Um curso que dá a conhecer os múltiplos formatos e meios de comunicação e analisa  novas práticas de comunicação assentes no storytelling.

Na mesma área de estudo, a 12 de Março será lançada a formação avançada em Mobile Marketing e Desenvolvimento de Apps. O programa de 60 horas baseia-se na metodologia dos ‘7 Is do Smarketing’– Ideação, Investigar, Implementar, Incubar, Incrementar, Intensificar e Imersão, que identificou casos de boas práticas nacionais. Contextualiza o desenvolvimento de estratégias de marketing mobile, com um enfoque mais específico no desenvolvimento, lançamento e dinamização de apps.

Este artigo faz parte do Caderno Especial “Formação”, publicado na edição de Junho (n.º 114) da Human Resources.

Ler a notícia na Human Resources aqui.