Português Língua Estrangeira

Contactos

Gabinete de Marketing e Comunicação - Licenciaturas

E-mail: licenciaturasfch@fch.lisboa.ucp.pt
Tel: 217 214 293

Descrição do Programa


A Licenciatura em Línguas Estrangeiras Aplicadas (LEA) é um dos cursos fundadores da Faculdade de Ciências Humanas.

Pioneiro na oferta universitária desta área, o curso de LEA tem vocação transdisciplinar internacional e permanece inovador e atual no entendimento de que um mercado de trabalho complexo exige profissionais com respostas multidisciplinares, integrais e rigorosas, baseadas numa sólida formação científica e ética.

Agregando saberes de Faculdades diferentes, o currículo multidisciplinar do curso assenta em três pilares fundamentais:

  1. Aprendizagem de línguas e dos seus quadros culturais complexos;
  2. Reflexão teórica sobre contextos culturais, jurídicos e económicos numa sociedade crescentemente globalizada;
  3. Saber de cariz mais funcional que pretende orientar os alunos para os diversos contextos laborais (geográfica e culturalmente diversificados) em que desenvolverão uma prática profissional especializada.

 

Porquê escolher Português Língua Estrangeira?

Esta especialização vem preencher uma lacuna ao nível da oferta universitária de 1.º ciclo que não contempla a formação em português como língua estrangeira.

Trata-se de uma especialização centrada na aprendizagem alargada e rigorosa da língua como fenómeno cultural que atravessa fronteiras, assumindo-se o português, por razões históricas e presentes, como língua de encontro entre realidades e geografias distintas, tanto ao nível das trocas culturais (linguísticas, literárias, artísticas, comportamentais, etc.) como ao nível dos negócios e das relações internacionais.
 

Contactos

Gabinete de Marketing e Comunicação - Licenciaturas

E-mail: licenciaturasfch@fch.lisboa.ucp.pt
Tel: 217 214 293

Testemunho

Ana Vilar

Consultora e Fundadora
Little Pink Riding Hood, The Netherlands
“(…) retirei muitos conhecimentos que, até hoje, têm sido úteis em todo o percurso da minha experiência profissional, nomeadamente toda a flexibilidade e adaptabilidade que nos incute, já que toca várias áreas. Essa pluridisciplinaridade tem sido fundamental para que eu possa avançar nos meus projetos pessoais com mais autonomia e mais confiança (…).”