Descrição do Programa

O Mestrado em Psicologia da Saúde Pública é uma nova área de especialização que pretende responder aos crescentes desafios de saúde pública, focada na aplicação, neste contexto, dos conceitos e modelos teóricos da Psicologia da Saúde e das Ciências do Comportamento. Assim, visa potenciar a adoção e implementação de medidas de prevenção da doença e proteção e promoção da saúde, baseadas na melhor evidência científica, que resultem em ganhos individuais e coletivos de saúde.

Constituindo-se como uma oferta formativa única no país e estando alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, dirige-se a licenciados tanto em Psicologia como noutras áreas para as quais esta formação possa ser relevante (e.g., Saúde, Comunicação, Sociologia).

Consiste numa formação fundamental para profissionais que trabalhem com indivíduos e grupos junto dos quais possam ser implementadas medidas de prevenção da doença e proteção e promoção da saúde (e.g., enfermeiros, médicos, educadores, professores), que queiram promover a literacia em saúde e melhorar a comunicação sobre a mesma (e.g., jornalistas), ou que tenham responsabilidades na intervenção em situações de crise e emergência e na elaboração de políticas públicas relacionadas com a saúde (e.g., decisores políticos).

 

Objetivos gerais:
 
  • Consolidação de conhecimentos sobre modelos teóricos em Psicologia da Saúde e Bem-estar;
  • Aprofundamento da relação entre fatores psicológicos e comportamentos face à saúde, doença e bem-estar, em articulação com fatores biológicos, familiares, sociais e institucionais;
  • Promoção de competências de planeamento e implementação de políticas de saúde pública, ações de prevenção de riscos, mudança comportamental e promoção da saúde e bem-estar, com base na melhor evidência científica;
  • Promoção de uma abordagem interdisciplinar, capaz de responder a importantes desafios da sociedade atual no domínio da saúde pública, privilegiando a colaboração próxima com outros profissionais.

 

Saídas profissionais:

Todos os alunos que completem esta área de especialização ficam academicamente habilitados a trabalhar, entre outros, nos seguintes contextos:

  • Empresas;
  • Entidades governamentais na área da saúde;
  • Organizações Não-Governamentais (ONG);
  • Juntas de Freguesia e Câmaras Municipais;
  • Escolas;
  • Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS);
  • Investigação.

Contactos

Gabinete de Admissões - Mestrados

E-mail: mastersfch@ucp.pt
Tel: 217 214 281