Doutor em Literatura Comparada pela Universidade de Paris-Sorbonne/Paris IV (2008), Everton V. Machado é Professor Auxiliar da Faculdade de Ciências Humanas da Universidade Católica Portuguesa (FCH-UCP) e investigador integrado no Centro de Estudos de Comunicação e Cultura (CECC). Foi Investigador de Pós-Doutoramento (2010-2013) e Investigador Auxiliar (2013-2018) na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), onde codirigiu o Centro de Estudos Comparatistas (CEC)  (2016-2019), coordenou a equipa de investigação “Orion – Orientalismo Português/séculos XIX e XX” (2014-2019) e desenvolveu de 2013 a 2018 o projeto de investigação exploratória “The Portuguese Representations of India: Power and Knowledge in a Peripheral Orientalism (19th and 20th centuries)”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia de Portugal (IF/01452/2013). Foi ainda Leitor de Estudos Brasileiros na Université Lumière Lyon 2 (2009-2010). Entre as suas publicações, encontram-se uma edição das Jornadas (1873-1874) de Tomás Ribeiro (1831-1901) e o estudo O Orientalismo Português e as Jornadas de Tomás Ribeiro: caracterização de um problema (Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal, col. “Fontes” e col. “Estudos” respetivamente, 2018), bem como uma edição científica do primeiro romance de língua portuguesa da Índia, Os Brahamanes (1866) de Francisco Luís Gomes (1829-1869) (Les Brahmanes, trad. L. de Claranges-Lucotte, Paris, Classiques Garnier, col. “Littératures du Monde”, 2012, col. “Classiques Jaunes”, 2016). Com Adelaide Vieira Machado, Alice Santiago Faria e Sandra Ataíde Lobo, coorganiza o livro Colonial Periodical Press in the Portuguese Empire: Theorising Approaches, previsto para publicação na coleção Routledge Studies in Cultural History.